Dia 25 de Abril de 2018  A ABAD (Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores) divulgará os resultados do Ranking ABAD/Nielsen 2018– ano base 2018, pesquisa realizada anualmente pela entidade que oferece ao mercado o mais abrangente panorama do segmento atacadista distribuidor nacional, com dados relevantes para todas as empresas que compõem a cadeia de abastecimento no país.

No ano passado o  Ranking ABAD/Nielsen 2017 – ano base 2016 contou com a participação de 572 atacadistas e distribuidores de todo o Brasil. Essas empresas representam cerca de um terço do mercado atacadista distribuidor brasileiro, em faturamento.

O segmento responde por 95% do abastecimento dos varejos tradicionais e dos pequenos mercados (1 a 4 checkouts), 85% do abastecimento de bares e 45% do que é fornecido aos varejos de farma-cosméticos.

​Em quantidade de respondentes, o destaque é a participação do Nordeste, com 197 empresas. Já em termos de faturamento, verificamos que o Sudeste corresponde a 38% do setor, seguido em importância pelo Nordeste (25%), pelo Sul (17%), pelo Centro-Oeste (12%) e pelo Norte do país (8%).

Os resultados confirmam a importância da região Sudeste, que concentra a maior parte do PIB nacional; por outro lado, os números da pesquisa indicam que as empresas respondentes no Sudeste e no Nordeste cresceram, respectivamente, 8,6% e 8,0%, abaixo da média nacional (10,1%), enquanto o maior crescimento esteve nas empresas da região Norte (15%), seguida da região Centro-Oeste (12,6%) e Sul (12.8%).

 Outros dados trazidos pelo estudo corroboram a tendência, já verificada nas pesquisas anteriores e que se consolida, de crescimento mais acentuado nas empresas de porte médio, que atendem apenas um estado. Essas são em maior número no estudo e também cresceram 12,1%, acima da média nacional, indicando a descentralização/regionalização do setor.​

​Portanto todos os atacadistas do Maranhão estão convidados a participar do ranking ​Abad 2018  ano base 2017. Precisamos mostrar quem constrói este país, quem gera empregos, renda, e mesmo impostos para a construção de uma sociedade melhor.